quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Rali disputado entre as cidades de Argentina, Bolívia e Chile

Rali Dakar 2014

Sessão: News


O Piloto Stephane Perterhansel e o co-piloto, Jean Paul Cottret, da França, durante a nona etapa disputada entre as cidades de Calama e Iquique, no Chile.


Para quem gosta de esportes radicais, confira aqui as imagens da 35 Edição do rali-raid mais exigente do Mundo! 

A dupla francesa em um outro momento da Nona Etapa


O Raly Dakar teve partida em 5 de Janeiro, Rosário - Argentina e, terminou em 18 de Janeiro no Chile - Valparaíso, com Nani Roma e Michel Perin, como vencedor na Categoria Carros.

O piloto Nasser Al-Attiyah, do Qatar, no alto de uma duna, um dos terrenos mais difíceis da prova


O Evento organizado pela empresa francesa ASO, consiste em percorrer terras da Argentina, Bolívia e Chile, cruzando as terras áridas e altas do Deserto do Atacama e também a Cordilheira dos Andes.

O francês Cyril Despress enfrenta um novo terreno na área do Chile

Não esqueça de Curtir e Compartilhar com seus Amigos! O Blog agradece!!!




sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Programando suas Férias - Como arrumar a Mala

Dicas para uma mala de viagem sob medida


Sessão: Dicas de Viagem



Compactar o guarda-roupa em poucas peças não é mesmo tarefa fácil. Na maioria das vezes levamos muita roupa só para passear, sem dar as coitadas a chance de respirar o ar do destino final. Em outras, erramos a mão e esquecemos peças imprescindíveis, como um casaqueto, e lá vamos nós a compras emergenciais simplesmente porque o tempo virou.

A mala – abarrotada demais, sem peças coordenáveis entre si, com sapatos inadequados – pode se tornar uma daquelas chateações que ofuscam o brilho de momentos incríveis. Então, nada de deixar a mala virar uma “mala”! Garanto: depois que você pega o jeito, arrumar as malas se torna fácil e rápido, seja para uma viagem de final de semana ou de um mês. Listei, abaixo, 10 dicas: customize-as de acordo com seu estilo e destino e boa viagem!
1. Estude o destino e os programas. Ter uma previsão da temperatura que encontrará pela frente e dos lugares que visitará é obrigatório para montar uma mala mais direcionada.
2. Faça a mala com calma. Eu costumo colocar as peças em cima da cama e analisar todas as possibilidades de coordenações. Quanto mais “jogo” der a peça, mais importante ela será na mala.
3. Fotografe as possibilidades de looks com o celular. Vai facilitar sua vida relembrar as composições que você tinha em mente na hora em que arrumou a mala.
4. Invista em peças curingas de cores neutras, como preto, marinho, cinza, branco e nude. Elas são fáceis de coordenar com as demais e se transformam para diferentes situações. Um vestido preto básico, por exemplo, se multiplica: pode ganhar um ar praiano acompanhado de colares rústicos e rasteirinhas; ficar arrumado para uma visita a um museu com cardigã e sapatilhas; ou ainda sair à noite complementado por blazer; colar refinado e escarpins.
5. Casaquetos mais leves para destinos de verão ou casacos pesados para o inverno: para que eles possam ser usados sobre todas as peças, inclusive estampadas, também devem ser de tons neutros. Se for investir em um, fique com o bege, cor que realmente combina com tudo.


6. Acessórios ocupam pouco espaço e mudam a cara das produções. Brincos (pequeno “vai com tudo” e maiores para “levantar” as produções); um anel com design arrojado; colares poderosos e lenços coloridos são itens essenciais para personalizar os looks e ganhar mais estilo.
7. Sapatos ocupam muito espaço na mala. Escolha poucos e bons, que aliem estilo e conforto. Três modelos de sapatos mais um chinelo de dedo costumam estar de bom tamanho. Sugestões de composição: rasteirinha + sapatilha + sandália para a noite ou tênis + bota + ankle boot ou escarpim. Personalize de acordo com seu destino e roteiro.
8. Três também é um bom número para bolsas: uma grande para a viagem; uma média para acompanhá-la no destino (atenção para ver se o modelo não é pesado) e uma carteira de mão para a noite.
9. Se a viagem inclui passar o dia batendo perna, abuse das sobreposições: é preciso estar preparada para tudo. Uma manhã chuvosa pode se transformar numa tarde ensolarada. Costumo usar regata sequinha sobre as malhas e casacos. Na bolsa, carrego um lenço ou colar vistoso. Se esquentar, guardo a malha e “saco” o colar ou lenço para um toque de estilo sobre a regata básica.
10. Otimize o espaço da mala: coloque as peças mais pesadas sempre por baixo. As camisetas e blusas de tricô ou lã podem ser colocadas em rolinhos para amassarem menos. Dentro dos sapatos você pode colocar meias e cintos e depois colocá-los em saquinhos de tecido nas laterais. Mantenha sempre a mala organizada e as roupas fáceis de visualizar, afinal, é férias e tudo o que gente mais quer é descomplicar a vida!


Faça da sua mala uma aliada e boa viagem!!!


E então, gostou do Post?! Curte aqui embaixo e Compartilhe com seus amigos para ser o Primeiro no Ranking dos Mais Lidos!!! O Blog agradece!!!

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Dicas de planejamento e destinos

Sessão: Viajando com Kids

Crianças brincando de trenó em um parque nevado no Reino Unido

Sempre nos perguntam qual é um bom destino turísticos para a famílias. Levando-se em conta que existem crianças em todos os países e em todo tipo de ambiente, elas vão se dar bem em qualquer lugar. Pensando desta maneira, há quem leve seus filhotes para as pradarias da Mongólia, para um cruzeiro na baía de Halong, no Vietnã, ou para um trekking em Machu Picchu. Tem gente também que não quer ter dor de cabeça e aposta no básico: parques temáticos, hot-dog e muita comodidade.
O certo é que uma mudança de ares pode afetar o humor da prole. A rotina diária alterada, com comidas diferentes e até uma cama mais ou menos macia da que a criança está acostumada certamente a deixará mais agitada. Fusos horários distintos, então, nem se fale. Se você nunca viajou com a família para destinos mais distantes, saiba que quem domina a agenda agora serão os pequenos. Certifique-se disto e já terá meio caminho andado para uma viagem sem percalços.
Aqui vão outras dicas para aproveitar melhor a viagem e escolher um bom destino de férias. Afinal, todos, adultos e crianças, têm que se divertir!

Distância e transporte
Crianças não têm noção muito clara do tempo, portanto, quanto mais longa a viagem, maior o índice de irritabilidade. No carro, faça paradas mais frequentes para que elas possam se alimentar, hidratar-se, correr um pouco e ir ao banheiro.
Já no avião é um pouco mais difícil. A maioria dos passageiros será bem paciente com choros e agitações, mas leve brinquedos, lanches, sucos e atividades para mantê-las ocupadas. Durante decolagens e pousos, ofereça bebidas para ajudá-las a diminuir os efeitos das diferenças de pressão dentro da cabine. Para os maiores, peça para que façam movimentos de engolir ou também dê a eles algo para comer ou beber.

Alimentação
Tente seguir a dieta com a qual eles estão acostumados e sempre tenha um coringa dentro da bolsa, como sucos e biscoitos. Evite alimentos muito condimentados e procure estabelecimentos que aparentem seguir normas mínimas de higiene. Muitos restaurantes têm também cardápios específicos para crianças, e isso pode ajudar na adaptação ao destino.
No geral, também vale evitar frutos do mar, água não engarrafada, saladas cruas e derivados de leite em destinos de países menos desenvolvidos.

Saúde
Item obrigatório em viagens para o exterior: seguro de viagem. É o mínimo para garantir uma boa assistência médica. Também tenha marcado no seu check-list um pequeno kit feito com indicações de seu pediatra como protetor solar, repelente de insetos, pomada para picadas, gel antisséptico. Isso deve levar em conta o tipo do destino, se ele é tropical, muito frio ou em elevada altitude. Em todas as situações, seja precavido e não abuse da resistência física da criança.
Outro ponto importante é se interar sobre que marcas estão disponíveis no destino e onde adquirir itens básicos como fraldas, pomada para assadura e leite em pó. Você pode correr sério risco de comprar o que não devia ou se ver completamente desabastecido.
Por fim, providencie todas as vacinas necessárias com a antecedência recomendada em cada caso.

Atividades
Pode ser curioso, mas nem sempre crianças estão muito interessadas por atrações multicoloridas e vistosas. Para as quem têm menos de três, quatro anos, atrações lúdicas, com as quais elas possam interagir, são as melhores. Então, melhor que um excelente parque temático com filas intermináveis, talvez valha a pena uma atração menor, onde elas possam repetir a brincadeira à exaustão (e você bem sabe como elas adoram fazer a mesma coisa várias e várias vezes). Da mesma forma, ao invés de um zoológico gigante onde pularão de animal em animal, uma fazendinha, onde possam brincar com coelhos e alimentar cabritos, os manterá igualmente entretidos.
Para os um pouco maiores, as vontades serão externadas muitas vezes baseadas no que eles ouviram na escola sobre as experiências dos amigos. Cabe a você negociar o que cabe no orçamento familiar e quando ou o que fazer.
Também não se esqueça de você: faça as visitas aos museus, shoppings e bares que quiser. Combine com seu parceiro um horário livre para cada um, enquanto o outro toma conta da(s) criança(s). Outra dica é fazer um passeio mais curto, onde todos possam curtir. Então, ao invés de ficar cinco horas no Louvre, faça uma visita de, no máximo, duas horas e prepare com as crianças jogos sobre as peças que irão conhecer.
Conforme elas crescem, você verá que se tornarão grandes companheiras para viagens mais sofisticadas e desafiadoras. Até que, um dia, não irão querer mais viajar com os pais. Até lá, portanto, aproveite bem seu tempo com elas.

Na foto acima, garoto se diverte com uma beluga no aquário Hakkejima Sea Paradise, em Yokohama, Japão / Foto: Koichi Kamoshida (Getty Images)

Hospedagem
Aqui vale a criativade e as opções disponíveis. Muitas vezes ficamos na casa de parentes, o que limita a bagunça e a liberdade de horários. A vantagem é que assim as crianças entram em contato direto com costumes e comidas locais. Outras alternativas bacanas são campings e trailers.
Se a escolha recair sobre hotéis e pousadas, cheque aqueles que tenham estrutura com playgrounds, piscinas infantis e cozinhas básicas (para esquentar a mamadeira ou preparar papinhas). Equipes de entretenimento e babás podem ajudar quando os pais quiserem ir a um concerto ou jantar especial.

Preste atenção nas crianças
Uma boa viagem com crianças, não importa o destino, depende de uma só coisa: prestar atenção nelas. Se a criança estiver cansada, pare e relaxe – a programação prévia vem em segundo plano. Forçá-la a segui-lo pela décima igreja ou ruína ou praia a deixará irritada. Resultado: sono, alimentação e paciência de todos serão prejudicados. O panda do zôo ou a Capela Sistina podem ser espetaculares para você, mas se ela estiver mais preocupada em empurrar o carrinho ou brincar com o catavento, deixe estar.

Para economizar um pouco...
  • Pacotes de viagem: uma opção tudo-em-um pode trazer muita economia em tempo e dinheiro. Além disso, a maioria das operadoras oferece serviço de traslado, que é um item importante quando se está com crianças.
  • Na hora de escolher um hotel, dê preferência aos que cobram por quarto e não por cabeça, e àqueles que oferecem camas extras e berços sem taxa adicional.
  • Boa parte das melhores atrações para crianças é grátis: parques, playgrounds, certos museus e praias.
  • Troque refeições em restaurantes por piqueniques. Envolva as crianças nos preparativos, faça um cardápio divertido e saudável e escolha um bom parque.
  • Cartões de desconto: em muitos destinos são oferecidos pequenos descontos em transportes públicos, museus e shows para famílias, principalmente na Europa.
  • Escolha a temporada certa: se for possível viajar fora da estação, faça-o. Esta dica é especialmente válida para quem têm bebês e crianças pequenas, que não irão perder aulas nem provas na escola.
  • Crianças de até dois anos normalmente não pagam passagem aérea ou têm descontos bem vantajosos (de até 90%), desde que viajem no colo de um adulto. Reserve o voo com boa antecedência para conseguir preços atrativos e garantir que a família viaje em assentos contíguos.
Escolha do destino
Nem sempre as opções são as ideais. Visitar os parentes em uma cidade distante, fazer um voo com muitas escalas, tirar férias em uma época de muita chuva, muito calor ou debaixo de muita neve. Para estes casos, planejamento é fundamental e tirar proveito da situação é a melhor solução.
No geral, o mais seguro é optar por um destino com boa infraestrutura geral (hospitais, estradas, restaurantes), áreas para a criança se movimentar (jardins, parques, praias), boas e variadas opções de alimentação e atividades que estejam de acordo com sua idade.
Veja na galeria alguns dos nossos destinos favoritos, no Brasil, combinando natureza, praia, parques temáticos e destinos exóticos.

Fonte: http://viajeaqui.abril.com.br/materias/viajar-com-criancas-dicas-destinos

Caldas Novas e Rio Quente, Goiás

Este é um destino bem família, para avós, pais e crianças. Atração para todos é o que não falta: piscinas termais para relaxar, tirolesas, ondas artificiais, toboáguas, praias de areia branquinha, reservas de animais e divertidos shows. Boa parte dos atrativos está no 
Hot Park, dentro do complexo Rio Quente Resorts.

São Paulo

São Paulo? Fala sério! O que uma cidade cinza e sem praia pode oferecer a uma criança? Simples: os melhores museus do país. No Masp, ela se deliciará com as cores de Van Gogh e Azul e Rosa, de Renoir. No Museu da Língua Portuguesa(foto), ela verá que nosso idioma não é uma matéria chata da escola, mas uma viagem deslumbrante, elástica e atraente. Para os que gostam de esportes, há grandes campos e o bem montado Museu no Futebol. No Catavento, interatividade e recursos audiovisuais são utilizados à exaustão para mostrar de forma muito divertida princípios da ciência e da tecnologia.Mas não é só isso: elas se divertirão com a variedade de restaurantes da cidade, viajarão pelas estrelas do planetário do Parque do Ibirapuera, para as profundezas de rios e mares no Aquário São Paulo e poderão ver o local onde Dom Pedro I deu o grito da independência. 

Porto de Galinhas, Pernambuco

Logo ao lado da muvuca de Porto de Galinhas está um pequeno paraíso com águas quentes e cristalinas e poucas ondas. As praias de Muro Alto e Cupe (foto) são excelentes para quem tem crianças pequenas, mas não abre mão de um dia gostoso na praia. Os resorts no entorno são opções seguras para quem quer amplas piscinas, restaurantes variados e infraestrutura bem montada para receber famílias.

Serra Gaúcha - Rio Grande do Sul
Parques floridos, boa comida e uma natureza singular. Uma viagem à Serra Gaúcha é uma opção sólida para quem tem crianças no banco de trás do carro. Há passeio de maria-fumaça entre Garibaldi e Carlos Barbosa - a capital brasileira do futsal, as encantadoras construções do Mini Mundo e os automóveis antigos do Hollywood Dream Cars, ambos em Gramado, e o belo Parque do Caracol e o Mundo a Vapor, em Canela.

Bonito ou Pantanal - Mato Grosso do Sul
Para as nossas crianças, tão acostumadas com animais como pinguins, elefantes e girafas, um passeio ao Pantanal é uma boa forma de conhecer um pouco da fauna brasileira. A lista é longa e diversificada: araras, tucanos, bugios, macacos-prego, tamanduás bandeira e mirim, cachorro do mato, queixadas, catetos, quatis, veados, tuiuiús, jacarés, lontras, ariranhas e capivaras. Vá na época da seca, entre julho e setembro, para ter mais chances de ver os mamíferos, mais populares entre as crianças. Outra atividade concorrida é a cavalgada, mas só para os maiores de oito anos.
Em Bonito, o rol de opções é irresistível: descer corredeiras em botes de borracha, explorar grutas e, a maior atração na região, fazer as flutuações nos rios Sucuri e da Prata, entre cardumes de pacus, piraputangas e dourados.

Fortaleza, Ceará

Belas praias, água quentinha, gente acolhedora. Qualquer adulto já ficaria encantado com essa tríade, mas tudo isto também vale para a família. Parques como o Beach Park (foto) o melhor de seu gênero segundo o GUIA QUATRO RODAS, e o Y-Park, com suas tirolesas, pedalinhos e circuito de arvorismo, completam a atraente oferta.





Gostou do post?!? Então Curta aqui embaixo e Compartilhe com seus amigos!!! O Blog agradece!!!



quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Parque Kruger - Elefante no cio ataca turistas e vira o carro de cabeça para baixo

Aconteceu na África do Sul

Sessão: News




Um elefante atacou um carro que passava por estrada no Parque Nacional Kruger (África do Sul). O veículo, que tinha dois ocupantes - um casal de turistas -, ficou de cabeça para baixo. O ataque ocorreu em 30 de dezembro, mas só agora se tornou público.






A britânica Sarah Brooks, de 30 anos, que estava no carro, foi levada a um hospital próximo com um ferimento na parte superior de uma das coxas. A mulher, que trabalha como professora em Spalding (Inglaterra), foi liberada após atendimento. O noivo dela, Jans de Klerk, não teve ferimento.








Uma porta-voz do parque disse que o elefante estava passando por um momento de alta tensão sexual, o que o deixou bastante agressivo. O nível de testosterona sobe mais de 60 vezes.




 A direção esclareceu que todos os visitantes são orientados a manter distância dos animais selvagens, mesmo que estejam "protegidos" em um veículo.



Um vídeo divulgado pelo Parque mostra o momento em que o acidente aconteceu:





Não esqueça de Curtir e Compartilhar com seus Amigos! O Blog agradece!!!



Redução de Tarifas Aéreas no Brasil

Empresas não avisam ou omitem informação sobre aumento de voos que reduzirá tarifas


Sessão: News





Às vésperas de a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) reforçar a malha aérea para a Copa - o que ocorre nesta quinta-feira - as empresas já driblam um dos primeiros acordos celebrados com o governo federal em outubro, para evitar transtornos para os passageiros. Elas não avisam ou omitem as informações sobre o aumento dos voos durante o mundial. As companhias haviam se comprometido a informar os consumidores da mudança, que pode acarretar cancelamentos ou redução de preços.

O Ministério do Turismo recomenda que os turistas aguardem a decisão da Anac sobre a nova malha para comprar pacotes de viagens ou passagens aéreas. As empresas pediram mais de 1.500 novos voos. O governo espera que, com o aumento da oferta de voos, as tarifas caiam. Dessa forma, quem comprar após a definição da malha aérea, pode encontrar preços mais em conta.


Não esqueça de Curtir e Compartilhar com seus Amigos! O Blog agradece!!!

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Marinheiro de Primeira Viagem

Quem tem boca vai à Roma
Sessão: Dicas


Como se sabe, brasileiro não lê, brasileiro pergunta. Por sermos um povo comunicativo, nós não temos o hábito de ler avisos, painéis informativos, cartazes, placas indicativas. A primeira coisa que fazemos é olhar para a pessoa mais próxima e, num tom simpático, perguntar o que queremos saber, mesmo que a informação esteja bem na nossa frente num aviso enorme e bastante claro. Já reparou nisso?


Segóvia - Espanha


Vamos ao passo-a-passo para você que está viajando pela primeira vez a Destino Internacional.

Ao fazer seu check-in no balcão da Cia. Aérea e deixar sua mala com os atendentes, vocês terá que se dirigir à fila de Imigração e, depois, na volta, à essa mesma fila mais a da Alfândega.

Na Fila da Imigração

  • Tanto faz se você vai de avião ou de navio - em algum momento do embarque você vai ser submetido ao detector de metais para o controle de porte de armas por meio de equipamentos de raios X. Pode ir preparada, pois vai ter que tirar relógio, colar e brincos volumosos e colocar tudo o que estiver carregando (bolsa, sacolas) numa bandeja na esteira de entrada; caso você se esqueça de tirar alguma moeda do bolso ou mesmo se estiver usando um sutiã com armação de arame, pode ser que esse pouco de metal faça soar uma campainha e os agentes vão colocar você de lado e checar mais cuidadosamente. Rapazes: a fivela de cinto é mortal. Não fiquem quase sem calças por isso.
  • Caso você tenha pinça, alicate ou qualquer objeto cortante, eles ficarão retidos. Para recuperar, você teria que voltar ao balcão da Cia. Aérea, deixar o objeto e recuperá-lo só na sua volta para casa. Compensa? Passando pelo detector, você pega de volta todas as suas coisas direitinho e na mesma hora.
  • A fila pode andar ou pode demorar duas horas. Por isso, nunca programe viagens com prazos apertados entre um vôo e outro (conexão).
  • Nem sempre os familiares podem passar juntos na fila da imigração. Amigo, namorado, colega passam separadamente.
  • Evite discussão ou qualquer cara feia com os policiais. Tire óculos escuros, capriche na figura, não faça gracinhas, não pergunte muito.
  • Responda exatamente o que lhe perguntam - nem mais, nem menos. O oficial faz perguntas básicas, tais como: motivo da viagem, tempo de permanência, com quem está indo, se tem amigo no país, profissão, etc. Se tudo estiver como esperado por eles, a conversa é curta e grossa.
  • Importante: se você não fala inglês ou a língua do país, não improvise. Isso pode causar mal-entendimentos irreparáveis. Mostre os seus documentos, apresente toda a papelada que fala por si mesma e, em último caso,peça um tradutor. Submeta-se às regras, ou você está frito.
  • Estudantes e adolescentes: os policiais não são seus pais.  Não tentem enganá-los ou se fazer de engraçadinhos. Carreguem sempre com vocês os nomes das pessoas (ou da instituição) responsáveis pela sua hospedagem, com endereço completo.
  • Mesmo que você esteja viajando com cartões de crédito, é importante sempre levar, pelo menos, 500 dólares em espécie. O oficial poderá pedir para ver seu dinheiro.
  • A bordo, no navio, existe um setor de imigração que retém os passaportes e, dependendo de cada país e do acordo diplomático, entrega ao passageiro junto com o documento que permite a visita ao país. Em todos os países, o navio recebe autoridades para controle de passaporte, tanto do visitante quanto da tripulação.

Nada a Declarar ou Bens a Declarar

Após passar pela fila de imigração, você irá pegar sua bagagem (na esteira, no caso de avião; no desembarque, no caso de navio) e seguir para a fila da alfândega. Essa fila é bem rápida e a maioria dos viajantes passa direto, bastando entregar o formulário preenchido durante o vôo.

  • A alfândega escolhe um passageiro aleatoriamente. Ou então aquele que vem chegando com uma TV do tamanho de um bonde, com caixas e mais caixas lacradas. Se você for o escolhido, suas malas passarão pelos raios X ou abertas. Você terá que apresentar as notas fiscais dos equipamentos e de compras acima de 500 dólares.
Fonte: Livro Viajante Chic de Glória Kalil

Londres - Inglaterra

A Doce Cidade

Sessão: Destinos




The Big Ben e a Casa do Parlamento
  

A última viagem e com a exceção de alguns poucos lampejos de sol aqui e ali, tivemos tempo por excelência em Londres - frio e chuvoso durante toda a viagem. Felizmente, estávamos preparados e  em uma de nossas cidades favoritas no mundo, por isso, não deixe o tempo úmido pôr um freio sobre a vossa diversão!


 
A vista de Londres e o Rio Thames

Este fim de semana, eu finalmente tive a chance de fazer upload de nossas fotos de nossa viagem a Londres. Pegamos várias centenas de fotos e eu enviei muito poucos deles no Facebook, mas eu queria compartilhar uma versão mais editado com vocês, mostrando alguns dos destaques de nossa viagem.




A história de Londres é muito antiga e começou quando a cidade foi fundada por volta de 43 d.C. com o nome de Londínio, no tempo em que as tropas do exército romano lideradas pelo imperador Cláudio tomaram posse da Inglaterra. Os romanos utilizaram materiais de construção da época para a realização das obras de um porto fluvial na margem norte do rio Tâmisa, que ainda não o era como de hoje. Na verdade, os romanos apontaram esse lugar como propício para a sua construção porque nas margens do rio, a leste desse ponto estratégico, existiam muitas áreas pantanosas. O porto recebeu dos romanos o nome de Londínio, que na língua inglesa quer dizer London e na língua portuguesa pode ser traduzido como Londres.
Esta fase durou cerca de 25 anos até a pilhagem pelos icenos, tribo celta, liderada pela rainha Boadiceia. Londres foi reconstruída, possibilitando um rápido desenvolvimento nos anos seguintes. Acredita-se que se tenha tornado a capital da Britânia no século II, substituindo a antiga capital, Colchester.

O Contraste do Novo com o Antigo

Nas primeiras décadas do século III, os soldados romanos serviram como pedreiros nas obras do então chamado Muro de Londres ao redor da cidade, cujo objetivo era uma solução para evitar que a área urbana da época fosse destruída. O Muro de Londres, propriamente dito, e as muralhas posteriores serviram como limites da atual capital do Reino Unido há séculos.
Em 410, ocorreu a invasão bárbara em Roma. Naquela época, os soldados da província romana da Britânia foram confiados pela segunda vez para expulsar os invasores, mas nada adiantou. Sua população de aproximadamente 45 000 a 60 000 habitantes acabou diminuindo em virtude do domínio bárbaro. De acordo com os historiadores, o ano de 410 é a data que marca a época em que a Inglaterra deixou de ser governada pelos romanos e passou a ser entregue aos bárbaros. Os ingleses nascidos na própria Inglaterra, que já se transferiram com suas bagagens para Londres, firmaram como sua verdadeira morada e fizeram com que a povoação continuasse sendo um centro comercial. Pouca coisa sobreviveu da Londres romana, menos porções do que era antigamente o Muro de Londres e ruínas de algumas escassas obras da arquitetura romana

V&A Museu
 
V&A Museu
 
Vimos um monte de pontos turísticos famosos de Londres e teve um ritmo mais relaxado desta vez. Os destaques de nossa viagem incluir uma visita ao Victoria & Albert Museum, que disparou para o topo da minha lista de museus favoritos, chá da tarde no Wolesely - um restaurante lindo desenhado por David Collins e alojado num edifício histórico, fazer compras no Liberty of Londres e Fortnum & Mason, participando da vida noturna, e uma segunda visita à Torre de Londres. Fico sempre encantada com a arquitetura elegante por toda a cidade, a rica história por todos os lados, ea limpeza desta metrópole vibrante, fez ainda melhor em um momento em que William, Kate, e Prince George estão no auge de sua popularidade. Tivemos uma viagem maravilhosa e estamos ansiosos para visitar Londres novamente no futuro!






Nossa!!!! Que fotos são essas, não?!? Gostou do Post?! Então Curte aqui embaixo e Compartilhe com seus amigos!!! O Blog agradece!!! 


sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Resgate de Passageiros presos na Antártica

Helicóptero resgata os Passageiros

Sessão: News





Todos os 52 passageiros que estava a bordo de um navio de pesquisas russo que estava preso no gelo da Antártida desde a véspera de Natal foram resgatados nesta quinta-feira.
Eles foram levados de helicóptero do navio Akademik Shokalskiy para um navio quebra-gelo australiano, o Aurora Australis.



Os 22 membros da tripulação do navio, porém, devem permanecer a bordo da embarcação russa até que o navio possa se deslocar novamente, o que pode demorar semanas.
O Shokalskiy estava preso desde 24 de dezembro em meio a camadas grossas de gelo e fortes ventos a cerca de 1,5 mil milhas náuticas (cerca de 2,8 mil km) ao sul da cidade de Hobart, no sul da Austrália.

Várias tentativas

Várias tentativas foram feitas para tentar alcançar o navio russo. Três navios quebra-gelo, o chinês Xue Long, o australiano Aurora Australis e o Francês L’Astrolabe, fracassaram ao tentar alcançar o Akademik Shokalskiy.
Um helicóptero do Xue Long, usado no resgate, demorou 45 minutos, ida e volta, para ir buscar os passageiros do navio russo e voltar até a região do Aurora Australis.
Os passageiros foram deixados pelo helicóptero em um bloco de gelo perto da embarcação australiana, e então levados de balsa até o navio.
Eles devem agora ser levados de volta à Austrália, mas não devem chegar ao país até pelo menos a metade do mês.

Não esqueça de Curtir e Compartilhar com seus Amigos! O Blog agradece!!!